• Pascom Diocesana

Festa de Frei Galvão é realizada com presença de peregrinos

Atualizado: Nov 2

Peregrinos de diversas cidades participaram neste domingo(31), do encerramento dos festejos ao primeiro santo brasileiro, no Santuário Diocesano, com missa presidida pelo Bispo, Dom Antonio Tourinho Neto.



A missa foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Antonio Tourinho Neto e concelebrada pelo Cônego Hélio Vilas-Boas, padre Adeilson Pugas e contou com a presença dos diáconos Jerry Queiroz e Alan Bacelar.


Na homilia, Dom Tourinho recordou a trajetória do santo que residiu quando adolescente neste lugar: "É um privilégio para nossa Diocese que o primeiro santo brasileiro tenha morado aqui, tenha pisado este chão enquanto adolescente, discernindo sua vocação e seu chamado ao sacerdócio".


Nesta Celebração Eucarística, foi precedida da Exaltação Eucarística conduzida pelo reitor do Santuário, Cônego Hélio Vilas Boas


Ao final da celebração foram distribuídas as "pílulas de Frei Galvão" aos fiéis devotos.



Programação


A programação dos festejos a Santo Antonio de Sant'Anna Galvão, realizado no mês de outubro, contou com a 14ª Edição da Caminhada Ecológica "Nos passos de Frei Galvão", da Missa litúrgica no dia 25 de outubro e do Tríduo Preparatório realizado de 28 a 30.

Pílulas de Frei Galvão


As pílulas de Frei Galvão não são remédios, mas sim algo devocional, relaciona muito com a fé e a conversão das pessoas. Galvão institui as pílulas, pelo fato das pessoas solicitarem muito a sua presença.


Em determinado momento um senhor estava muito doente e alguém da família foi procurá-lo e no momento ele não tinha como se deslocar até o local que estava o doente, então ele fez a pílula de papel, escreveu no papel uma invocação a Nossa Senhora, onde tinha escrito em latim a frase: “Post partum Virgo Inviolata permansisti, Dei Genitrix Intercede pro nobis” e a tradução “Depois do parto, ó Virgem, permaneceste intacta;Mãe de Deus, intercedei por nós”, e recomendou tomar as pílulas com fé, pela intercessão da Virgem Maria. O senhor tomou as pílulas e ficou curado.

Outra vez, foi procurado por um indivíduo que pedia para ajudar a sua esposa no difícil trabalho de parto. Frei Galvão não podia sair do convento. Fez os mesmos papéis com a frase em latim e enviou para a esposa tomar. Dias depois ficou sabendo que o trabalho de parto foi um sucesso. A partir desses casos, a notícia se espalhou pelas cidades e muitas pessoas passaram a procurar as pílulas de papel.


As pílulas começaram a ser distribuídas, quando a igreja virou Santuário de Frei Galvão em 2007, no último domingo de cada mês é realizada a missa dedicada ao Frei, e nesse domingo é feita a distribuição das pílulas.

Fotos: Diácono Alan Bacelar

0 comentário