top of page
  • Foto do escritorDiocese de Cruz das Almas

Encontro Diocesano da Pastoral da Criança



No sábado (6), o dia da festa da Transfiguração do Senhor, aconteceu o Encontro Diocesano da Pastoral da Criança, na Paróquia São Pedro do Monte, em Muritiba. O tema que norteou o evento foi: “Uma Igreja Sinodal que assume compromisso e se coloca em missão.”


Participaram do Encontro as Paróquias: São José (Cruz das Almas), São Pedro do Monte (Muritiba), Nossa Senhora do Bom Sucesso (Cruz das Almas), Nossa Senhora da Conceição (Governador Mangabeira), Nossa Senhora do Rosário (Santo Amaro), São João Batista (Cabaceiras do Paraguaçu) e contou com a presença do Assessor Eclesiástico da Pastoral da Criança , Diácono Edilon Jorge.




O Encontro iniciou com uma caminhada saindo da Igreja do Bomfim até a Igreja São Pedro do Monte. Durante o percurso teve uma troca de experiência das paróquias, demostrando entusiasmo pela missão.




Em seguida, ocorreu a Santa Missa presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Antonio Tourinho Neto.

Dom Tourinho iniciou a homilia dizendo: “A Pastoral da Criança é o jardim florido da Diocese. Não deixem essa Pastoral morrer”. Prosseguiu falando: “Cada criança desamparada é Jesus Cristo desfigurado no nosso meio”. Devemos fazer um exame de consciência sobre a Evangelização colocando como um pedido de Pastor que deve ser levado a sério, a busca de adolescentes e jovens para a Igreja, e sobretudo inclui-los na Pastoral da Criança.”, disse.


O bispo expressou sua alegria ao falar do pequeno número de adolescentes presentes no encontro, sinalizando que estes já fazem parte da missão da Pastoral e que outros poderão fazer parte desse engajamento missionário onde o Reino de Deus se reinventa diante das dificuldades.


Ao falar do tema do encontro, Dom Tourinho ressaltou: “Somos igreja, portanto, somos convocados a viver a “Comunhão, Participação e Missão”. A vida de comunhão não cabe divisão. Esta é uma reflexão para a Pastoral da Criança. A igreja deve ser participativa e deve existir nela a “União, Comunhão e Participação” de todos os batizados pelo serviço ao Reino de Deus. Na igreja sinodal a missão de anunciar o Evangelho é a primeira vocação do cristão. “Ide pelo mundo e anunciai o Evangelho”.


O Bispo explicou o significado e a importância da palavra “PASTORAL”: “Existem dois tipos de pastoral: a de Conservação e a de Pescaria. A pastoral de conservação existe, porém, sem renovação pastoral. A de “Pescaria” nos convida a buscar novos líderes para a missão. Uma igreja sinodal onde todos caminham juntos. Devemos exercitar o nosso batismo, buscar Jesus no outro. Os adultos são instrumentos de pescaria de adultos e adolescentes no meio de vós. Devemos investir nas crianças e adolescentes, incentivar e valorizar a vida de líderes mirins.” Enfatizou.


No período da tarde o encontro contou com momentos de confraternização e descontração, com a presença do grupo de Capoeira e Samba de Roda da Comunidade Santo Antônio, de Baixa de Grande (Paróquia São Pedro do Monte).




60 visualizações

Comments


bottom of page