top of page
  • Foto do escritorDiocese de Cruz das Almas

Em Assembleia, bispos da Bahia e de Sergipe elegem nova presidência do Regional Nordeste 3


Da esquerda para a direita: Dom Genivaldo Garcia, vice-presidente; Dom Beto Breis, presidente; e Dom Dorival Barreto, secretário – Foto: CNBB

Dom Beto Breis, bispo da Diocese de Juazeiro (BA), foi eleito na tarde de hoje (26), como o novo presidente do Regional Nordeste 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O episcopado das arquidioceses e dioceses da Bahia e de Sergipe também escolheu Dom Genivaldo Garcia, bispo da Diocese de Estância (SE), como vice-presidente, e Dom Dorival Barreto, bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, como secretário.


“Com alegria, mas, ao mesmo tempo, com senso de responsabilidade, assumimos essa tarefa da presidência do Regional Nordeste 3, Bahia e Sergipe. Esse empenho, todos nós temos, de uma sinodalidade missionária nas Igrejas da Bahia e de Sergipe, de viverem em comunhão e em permanente estado de missão. Agradeço aos irmãos bispos, que nos confiaram essa tarefa, e peço a todos que rezem por nós da presidência”, afirmou Dom Beto.


Os bispos da Bahia e de Sergipe estão reunidos com os prelados de todo o país durante a 60ª Assembleia Geral da CNBB, que acontece em Aparecida, São Paulo.


Sobre o novo presidente


Dom Carlos Alberto Breis Pereira ou, como gosta de ser chamado, D. Beto, é o 4º bispo da Diocese de Juazeiro (BA). Ele que é um Frei Franciscano, nascido em São Francisco do Sul, veio ser bispo às margens do rio São Francisco, exatamente no tempo do Papa Francisco.


Tanta coincidência pode ser lida também como um sinal de Deus, nos tempos difíceis em que vivemos. Tempos que exigem uma verdadeira conversão ecológica, onde testemunhamos a decadência visível do nosso rio São Francisco. Tempos onde tantos optam pela discórdia e violência, e que exigem pessoas que sejam arautos de paz e bem, em vista de um mundo de irmãos.


Nasceu em 16 de setembro de 1965 em São Francisco do Sul, Diocese de Joinville (SC). De família católica, muito jovem decidiu se tornar religioso, encantado pela figura de São Francisco. Ainda frade novo, por opção quis ser missionário no Nordeste. Emitiu a profissão religiosa como Frade Menor Franciscano em 1987 e foi ordenado sacerdote em 1994.


Fez os estudos filosóficos e teológicos em Olinda e Recife (PE). Em sua Ordem, exerceu diversas funções de serviço, formação e liderança. Fez especialização em Teologia Espiritual pela Pontifícia Universidade Antonianum em Roma, entre 2005 e 2007.


Fez os estudos filosóficos e teológicos em Olinda e Recife (PE). Em sua Ordem, exerceu diversas funções de serviço, formação e liderança. Fez especialização em Teologia Espiritual pela Pontifícia Universidade Antonianum em Roma, entre 2005 e 2007.


Em fevereiro de 2016 foi eleito como Bispo coadjutor de Juazeiro, enquanto morava em Recife, atuando como provincial dos Franciscanos. Tomou posse como Bispo diocesano de Juazeiro no dia 7 de setembro de 2016, durante o novenário de N. Sra. das Grotas.


Nesse tempo em que tem sido nosso bispo diocesano, Dom Beto tem se destacado em sua atuação como pastor do Povo de Deus, com um estilo franciscano de simplicidade e atenção às necessidades das pessoas. Com visitas pastorais missionárias, atuação próxima às paróquias e comunidades, bem como incentivo às pastorais sociais e movimentos, Dom Beto tem procurado animar uma Igreja de comunhão e missão, onde todos se sintam responsáveis na propagação do Reino de Deus.



Via: CNBB NE3

13 visualizações

Comments


bottom of page