top of page
  • Foto do escritorDiocese de Cruz das Almas

Dom Tourinho preside celebração póstuma da Irmã Bom Pastor

Dom Antonio Tourinho Neto presidiu nesta quarta-feira, 08, missa de corpo presente e exéquias da Irmã Maria do Bom Pastor na Matriz de Nossa Senhora da Oliveira, em Oliveira dos Campinhos, Santo Amaro, com a presença de inúmeros fiéis, familiares, clérigos e religiosas da Congregação de Nossa Senhora dos Humildes.



A missa foi concelebrada pelos padres Elixandro Olímpio, Administrador da Paróquia Nossa Senhora da Oliveira, Padre Kleber Santana, Pároco da Paróquia São Domingos de Gusmão, Padre André Luiz, Assistente eclesiástico da Congregação de Nossa Senhora dos Humildes e Frei Monteiro, religioso franciscano capuchinho que durante 23 anos esteve ao lado da Irmã Bom Pastor na Paróquia de Oliveira.


A Irmã Maria do Bom Pastor, religiosa da Congregação de Nossa Senhora dos Humildes, é natural de Ilhéus e ingressou na congregação na adolescência. Dom Tourinho lembrou que na escassez de sacerdotes na Arquidiocese de Salvador, ela foi designada como Irmã Vigária da Paróquia Nossa Senhora da Oliveira, onde exerceu por décadas a função, colaborando diretamente na evangelização e pastoreio do povo, com o apoio de outras religiosas da congregação e de sacerdotes que celebravam os sacramentos.


A religiosa organizou a pastoral e apoiou diretamente o desenvolvimento pessoal e profissional dos moradores. Abriu loteamentos que possibilitaram a moradores aquisição de lotes para construção de casas, com facilidade de pagamento, gerando também o crescimento do Distrito. Criou a Cacomap (Centro de Apoio Comunitário Monsenhor Acelino Pimenta) que realizou inúmeros cursos de formação como corte-costura, artesanato, datilografia e construção civil. Também fundou a Escolinha do Bom Pastor, para atendimento de crianças da comunidade, além de criar e reger o Coral Santa Cecília, que há muitos anos canta na liturgia da Festa de Nossa Senhora da Oliveira. Montou um sistema de som em alto-falantes em que durante muitos anos, de casa rezava, todos os dias as 18h o Ângelus e dava os avisos paroquiais e informações relevantes à comunidade.


A religiosa faleceu na terça-feira dia 07 de novembro, aos 96 anos de idade. Seu sepultamento foi realizado no cemitério da Santa Casa de Misericórdia de Oliveira dos Campinhos.



Fotos: Diácono Alan Bacelar


137 visualizações

Comments


bottom of page