• Pascom Diocesana

Celebração dos 25 anos de fundação da Obra Mariana Sacerdotal

Em celebração presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Antônio Tourinho Neto e concelebrada por seu fundador, Cônego Hélio Vilas-Boas, a Obra Mariana Sacerdotal (OMS) comemorou seus 25 anos de fundação. A Santa Missa aconteceu na Igreja de Santo Antônio, na Casa de Éfeso, em Capoeiruçu, Cachoeira-BA, com a presença das consagradas do Instituto.




Dom Antonio Tourinho evidenciou em sua homilia que os institutos seculares são verdadeiras bênçãos para a Igreja e prova concreta de que todas as vocações e estados de vida são sopros do Espírito Santo. Dom Tourinho ainda enfatizou que, “graças ao incentivo do Papa São Paulo VI, após o Concílio Vaticano II, foram redescobertos os institutos seculares e muitos outros têm surgidos ao longo da história da Igreja como instrumentos de consagração laical, tanto masculina quanto feminina.


Os leigos consagrados não fazem parte da vida religiosa consagrada da Igreja, continuam leigos e fazem questão de manter sua identidade. Porém, através de uma consagração especial, mulheres e homens solteiros ou viúvos, pedem à Igreja um

enriquecimento da consagração batismal.


Durante a celebração, diante do Bispo Diocesano, as consagradas renovaram seus votos e compromissos e receberam a insígnia do Instituto. Ao fim da celebração, o seminarista Adeilson Pugas, leu um resumo da história da Obra Mariana Sacerdotal escrito por seu Fundador.



OMS


A Obra Mariana Sacerdotal nasceu de uma experiência de oração do Padre Hélio Vilas-Boas, em um retiro na cidade de Fortaleza-CE, em 22 de janeiro de 1995. “Podemos afirmar que o início de nosso carisma se configurou como oração, suplicando a Jesus, como primeiro dever de nossa caridade fraterna, a santificação dos sacerdotes católicos”, afirmou o Cônego Hélio.


No ano de 1995 o Padre Hélio Vilas - Boas foi conversar com o Bispo Auxiliar Dom Tomás Guilherme Murphy sobre a sua intenção de fundar um instituto com o determinado carisma e o bondoso prelado imediatamente acolheu o projeto

conferindo a sua bênção.


A fundação da Obra, se deu em 27 de dezembro de 1995, em Capoeiruçu, Cachoeira-BA, na festa de São João Apóstolo, onde, após a Celebração Eucarística, foi lançada a pedra fundamental do Instituto, contendo as seguintes relíquias: Um sanguíneo usado na primeira missa que celebrei, evocando o carisma da Obra – o ministério sacerdotal; Um terço – objeto de estima da associada Adília Aquino Nascimento, evocando a Comunidade religiosa como obra de Maria; Página do Evangelho de João, capítulo 19 - Texto inspirador da fundação da Obra; Relíquia de Santa Terezinha do Menino Jesus, modelo de vida consagrada pela causa dos sacerdotes e missionários; Foto da paroquiana Maria José da Costa Magalhães, dedicada apóstola da causa dos sacerdotes na paróquia Nossa Senhora do Rosário, Cachoeira; Folhetos do convite e da celebração de fundação da Obra; Fita do Senhor do Bonfim, lembrando a devoção do Estado da Bahia ao Sumo e Eterno Sacerdote; Medalha de Nossa Senhora da Primeira Eucaristia de Noêmia Veríssima Lima, primeira associada e modelo de virtude e santidade.


Atualmente o Instituto conta com 35 consagradas que reúnem-se periodicamente para rezar com as fórmulas próprias da Obra pela santificação dos sacerdotes.


Por: Pascom Diocesana

76 visualizações0 comentário
LOCALIZAÇÃO

Tel (75) 3621-2686

 

Praça Senador Temístocles, s/n – Centro

Cep. 44.380-000 Cruz das Almas – BA.

e-mail: contato@diocesedecruzdasalmas.com.br

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon

© 2018 por Diocese de Cruz das Almas. Pastoral da Comunicação Diocesana.