• Pascom Diocesana


Como o tema: "Eu e minha casa serviremos ao Senhor", a Área Pastoral São Roque, na Chapadinha vai realizar de 13 a 15 de agosto, às 19h, o tríduo em honra ao seu padroeiro.


O dia festivo, 16 de agosto, a Missa festiva será às 19h.



A Paróquia Santo Antonio, em Geolândia, vai ganhar um novo administrador paroquial, nesta segunda-feira, 08 de agosto. O Padre Felipe Vichi Yaguinuma será apresentado à comunidade na Missa que será presidida às 18h, pelo Bispo Diocesano Dom Antonio Tourinho Neto.


Recém-ordenado, Pe. Felipe é filho da Diocese de Mogi das Cruzes - SP e veio para contribuir com a Diocese de Cruz das Almas. Seu ingresso foi uma decisão tomada em conjunto com o Conselho Presbiteral e é uma iniciativa das Igrejas irmãs de Cruz das Almas e Mogi das Cruzes. Um acordo por dois anos, podendo ser renovado.


"Somos gratos à generosidade de Dom Pedro Stringhini em atender nossa solicitação, enviando o jovem sacerdote para ser um missionário na Igreja do Recôncavo Baiano. Agradecemos também ao Pe. Antonio Carlos de Menezes, filho de Cabaceiras do Paraguaçu, que é sacerdote em Mogi das Cruzes, e que foi o intermediário entre as duas diocese", disse Dom Tourinho.


Padre Felipe


É natural de Mogi das Cruzes - SP, nasceu em 17 de maio de 1988. Sua ordenação sacerdotal foi realizada no dia 11 de junho de 2022, na Catedral Diocesana de Sant'Ana, pela imposição das mãos de Dom Pedro Luiz Stringhini, Bispo Diocesano de Mogi das Cruzes.

Atualizado: 5 de ago.



A Diocese de Cruz das Almas encaminhou no dia 30 de julho sua Síntese Diocesana para o Sínodo dos Bispos 2023. O documento foi o resultado do processo de escuta que, desde outubro de 2021, colheu informações de todo o Povo de Deus a respeito da caminhada da nossa Igreja Particular.

A elaboração da síntese foi produzida durante três sessões realizadas na Cúria Diocesana, sob a presidência do Bispo Diocesano. A equipe de trabalho foi formada pelo coordenador de Pastoral da Diocese, Pe. Jurandir Paz, por representantes do Conselho de Leigos e seminaristas.

Sínodo na Diocese

Em nossa Diocese, a fase diocesana do Sínodo dos Bispos percorreu diversas instâncias e etapas, contando com a contribuição de todas as paróquias.

O primeiro passo foi dado pelo Bispo Diocesano, que em 22 de setembro de 2021 publicou uma Carta Pastoral dirigida aos presbíteros, diáconos, religiosos e religiosas, membros da vida consagrada, seminaristas, agentes de pastoral, irmandades, todos os batizados e pessoas de boa vontade, anunciando a convocação do Santo Padre para a XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos e o desejo do Romano Pontífice de que este evento “eclesial” envolvesse toda a Igreja, como deve ser, de fato, uma assembleia de todo o Povo de Deus. Na carta, o Bispo Diocesano apresentou o tema, as etapas, o vade-mécum e exorta a participação e empenho de todos os fiéis.

A abertura oficial da fase diocesana ocorreu no dia 16 de outubro de 2021, durante Celebração Eucarística na Catedral de Nossa Senhora do Bom Sucesso, onde se reuniram os fiéis leigos e ordenados de toda a Diocese. O encontro teve início com uma Conferência de apresentação da proposta sinodal do Papa Francisco, conferida pelo Padre Gilson Magno, oportunidade em que foi possível dirimir eventuais dúvidas e aprofundar o empenho programático do Papa Francisco.

A partir daí o processo de escuta da fase sinodal foi iniciado. O vade-mécum foi devidamente estudado e respondido nas instâncias diocesanas: comunidades, foranias, paróquias, conselhos, irmandades, pastorais, movimentos, comunidades de vida, religiosos e religiosas. Foram realizados diversos encontros, reuniões e celebrações com esta finalidade.Em todas as paróquias, as festas dos padroeiros se tornaram ocasião favorável para reflexão sobre a sinodalidade, tendo sido o tema norteador “Por uma Igreja Sinodal: comunhão, participação e missão”.

Foi estabelecido um prazo para que os resultados fossem encaminhados à equipe diocesana. Houve um retorno significativo dos questionários, principalmente por parte das paróquias.

As respostas foram analisadas de maneira atenta e responsável pela equipe diocesana, que elaborou a síntese das informações coletadas e enviou o documento no prazo estabelecido para a Equipe Nacional de Animação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).